15 de dezembro de 2011

Creme de abóbora assada aromatizada com tomilho e alecrim



O blogue "Menu Verde" fez 2 anos e a Pammy Sami lançou-nos um desafio muito interessante: vamos fazer um prato vegetariano com "comida local". Ingredientes vindos da nossa horta, se a tivermos, ou adquiridos a um produtor local ou que tenha sido oferta da nossa vizinha que tão bem trata do seu quintal, etc.
Para quem vive na cidade pode parecer difícil encontrar produtos produzidos na região, de forma sustentada e local, sem ser através da produção maciça em estufas que depois enchem as prateleiras dos supermercados, mas a verdade é que há sempre alguém que nos faz chegar uma cesta de fruta ou de hortaliças vindas do quintal de alguém. Confesso que vibro com estas ofertas e quando encontro quem produza e venda estes produtos horticolas, lá estou a comprar.
Lá por casa não temos terra para cultivar, mas há espaço para uma pequena estufa de aromáticas. Não tem sido fácil fazê-las vingar com êxito. Se queremos evitar o uso de pesticidas ou produtos químicos, lutar contra pragas é uma batalha quase inglória (que o digam o mangericão e oregãos), mas vamos tentando e experimentando. Neste momento, além do cebolinho, sobrevivem as plantas de caules fortes e lenhosos: o alecrim e o tomilho, que por acaso são dos meus aromas preferidos em aromáticas, por isso lancei um punhado delas neste creme outonal e festejo, assim, os dois anos do Menu Verde.

 Ingredientes:
1 talhada de abóbora menina
1 cebola
1 dente de alho
2 batatas pequenas (de assar)
Alecrim, tomilho e  cebolinho q.b. da minha "horta"
1 caldo de legumes (caseiro de preferência)
Sal q.b.
Azeite q.b.

Preparação:
Tradicional:
Descasque a abóbora e corte-a em cubos. Coloque num recipiente de ir ao forno, polvilhe-a com sal e com as ervas aromáticas e regue com um fio de azeite.
Leve a assar em forno pré-aquecido a 200º até estar macia.
Numa panela deite um fio de azeite, acrescente a cebola cortada em rodelas, o alho esmagado e as batatas descascadas e cortadas em cubos.
Deixe refogar em lume baixo/médio até a cebola estar transparente.
Acrescente a polpa de abóbora e o caldo de legumes. Cubra com água e deixe cozer os legumes.
Se quiser um aroma mais intenso junte uma "boneca" de cheiros: alecrim, tomilho, cebolinho e outros aromas a seu gosto, amarrados com fio de cozinha a que deixa uma ponta longa para amarrar à asa da panela, assim é mais fácil retirar no fim da cozedura.
Quando os legumes estiverem bem cozidos, retire a boneca de cheiros se a usou e triture os legumes.
Verifique a cremosidade e rectifique os temperos (como usei o caldo de legumes só tempero de sal neste momento). Se necessário acrescente água e nesse caso deixe levantar fervura novamente.
Sirva quente, simples ou acompanhada com crutons ou sementes de abóbora tostadas.

Bimby:
Descasque a abóbora e corte-a em cubos. Coloque num recipiente de ir ao forno, polvilhe-a com sal e com as ervas aromáticas e regue com um fio de azeite.
Leve a assar em forno pré-aquecido a 200º até estar macia.
No copo da bimby coloque a cebola partida em quartos, o alho esmagado e as batatas descascadas e cortadas em cubos. Junte a polpa de abóbora o caldo de legumes e cubra com água.
Junte um fio de azeite.
Programe: 100º/25 min/colher inversa/vel 1.
No fim do tempo triture: 3-5-7-9, progressivamente, durante 1 minuto.
Verifique a cremosidade e rectifique os temperos (como usei o caldo de legumes só tempero de sal neste momento). Se necessário acrescente água e nesse caso programe mais 5 minutos na mesma temperatura e velocidade.

8 comentários:

saboracasa disse...

Uma partilha tão boa. Tenho de experimentar

Ondina Maria disse...

Gosto muito de sopa de abóbora: pelo aroma, pela cor, pelo sabor, enfim, acho que é uma sopa que traz luz nos dias cinzentos :)

Ginja disse...

Gostei imenso da tua participação! Uma sopa fumegante de abóbora que nos aquece. Bem aromática com as tuas ervinhas, deve ter ficado uma delícia.
Um beijinho.

Pammy Sami disse...

Carla, magnífica e aromática a tua escolha! Mesmo a calhar com estes dias cinzentos...
Um grande bem haja pela tua participação!
Beijinho*

Bel Rech disse...

Parece apetitosa, eu gosto de abobrinha sempre até no feijão, mas em sopa, não sei, não é minha praia.Onde moro ainda temos as hortinha em casa, nos vizinhos, ainda deixam na parte algumas verduras ou frutas, sem sequer pedir ou comprar...Que beleza!!!Não sei até quando, pois o progresso está chegando, eu particularmente não gosto...
Paz e bem

Anónimo disse...

Carla,
Que linda participação! Eu tenho o mesmo problema que tu, mas de Inverno nem um vasinho de alecrim consigo ter. Para além da escuridão, passamos dias sem se ver o Sol e agora, quatro da tarde, já temos noite cerrada, os aquecimentos das casas secam o ar e matam qq espécie de planta. Uma vez tentei deixar um vasinho de basil na marquise, congelou :(

bjs e bom fim-de-semana!

argas disse...

que cor linda...parece-me perfeito!

Gisela disse...

Este creme deve ser tão aromático!!
A fazer com certeza
Um beijinho

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...