14 de dezembro de 2011

Dourada no forno com aromas da minha "estufa" e couves de bruxelas salteadas




Não é uma horta, nem nada que se pareça. É mais uma pequena estufa onde tentamos criar e manter algumas ervas aromáticas. Algumas com sucesso, outras nem por isso (o mesmo já não dirão algumas lagartixas que por lá apareceram...). Neste momento tenho três lindos vasos com tomilho-vulgar, tomilho-limão e alecrim. Tenho também algum cebolinho. A salsa está pequenina, ainda a crescer depois de uma primeira safra. O poejo teima em arragar-se à terra, formando um tapete no vaso e a hortelã secou. Também restam poucas folhas de lúcia-lima e quanto às malaguetas conseguimos colhê-las todas maduras e deixamos secar. Foi a nossa sorte porque a planta não resistiu  às lagartas comilonas. Como o nosso terraço é muito seco e ventoso vamos deixar a estufa descansar até à Primavera e depois veremos que novos aromas por lá irão nascer. Para já vou-me servindo com mãos cheias de tomilho e alecrim que não dispenso para temperar carnes, peixes ou legumes, a que junto, sempre que possível o paladar das laranjas que crescem ao "Deus dará" numa profusão de frutos sumarentos que fazem vergar os ramos das árvores.


A dourada é um dos peixes favoritos lá por casa. Assada, no forno ou na brasa quando o tempo o permite. Um dos sabores que imediatamente ligo ao peixe é o do limão e, por arrasto, o da laranja. Gosto de fazer uma marinada cítrica para temperar o peixe. Gosto de lhe juntar uma mão cheia de salsa quando a tenho. Se não há salsa então há sempre tomilho e alecrim. Um bouquet de aromas para servir à mesa.

Ingredientes:
2 douradas
1 limão
1 laranja
Alecrim, tomilho e cebolinho a gosto
1 folha de louro
1 fatia de presunto (a distribuir entre as douradas e as couves-de-bruxelas)
2 dente de alho
Pimentão doce q.b.
1 dl de vinho branco
1 cebola
1 tomate
1 cenoura
Batatas q.b.
Couve de bruxelas q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Amanhe as douradas ou peça na peixaria para o fazerem por si. Dê um golpe em diagonal no lombo de cada uma.
Nesse golpe entale um dente de alho esmagado e um pouco de louro.
Encha a barriga das douradas com uma rodela de limão, um pouco de presunto, ramos de alecrim, tomilho e cebolinho.
Polvilhe de sal e regue com sumo de laranja, sumo de limão e vinho branco.
Deixe a tomar gosto por uma a duas horas (pode ser menos se não tiver tempo).
Numa assadeira faça uma cama com a cebola, o tomate e a cenoura cortados em rodelas. Coloque as batatas cortadas em gomos à volta da assadeira e polvi-lhe-as com pimentão doce.
Polvilhe de sal e regue com um fio de azeite.
Leve ao forno, pré-aquecido a 220º, até os legumes estarem amolecidos e as batatas douradas (cerca de 30 a 45 minutos).
Reduza o calor do forno para 180º coloque as douradas sobre a cama de legumes, polvilhe com sal se necessário, regue com mais azeite e com a marinada. Leve a assar, regando o peixe com o molho para não secar e virando a meio do tempo.
Entretanto coza as couves de bruxelas "al dente". Coe toda a água e reserve as couves.
No mesmo tacho, bem seco, deite um fio de azeite, presunto em pedacinhos e um dente de alho picado.
Aqueça o azeite e assim que o alho começar a libertar os seus aromas junte as couves. Envolva e salteie por 4 a 5 minutos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...