14 de dezembro de 2011

Dourada no forno com aromas da minha "estufa" e couves de bruxelas salteadas




Não é uma horta, nem nada que se pareça. É mais uma pequena estufa onde tentamos criar e manter algumas ervas aromáticas. Algumas com sucesso, outras nem por isso (o mesmo já não dirão algumas lagartixas que por lá apareceram...). Neste momento tenho três lindos vasos com tomilho-vulgar, tomilho-limão e alecrim. Tenho também algum cebolinho. A salsa está pequenina, ainda a crescer depois de uma primeira safra. O poejo teima em arragar-se à terra, formando um tapete no vaso e a hortelã secou. Também restam poucas folhas de lúcia-lima e quanto às malaguetas conseguimos colhê-las todas maduras e deixamos secar. Foi a nossa sorte porque a planta não resistiu  às lagartas comilonas. Como o nosso terraço é muito seco e ventoso vamos deixar a estufa descansar até à Primavera e depois veremos que novos aromas por lá irão nascer. Para já vou-me servindo com mãos cheias de tomilho e alecrim que não dispenso para temperar carnes, peixes ou legumes, a que junto, sempre que possível o paladar das laranjas que crescem ao "Deus dará" numa profusão de frutos sumarentos que fazem vergar os ramos das árvores.


A dourada é um dos peixes favoritos lá por casa. Assada, no forno ou na brasa quando o tempo o permite. Um dos sabores que imediatamente ligo ao peixe é o do limão e, por arrasto, o da laranja. Gosto de fazer uma marinada cítrica para temperar o peixe. Gosto de lhe juntar uma mão cheia de salsa quando a tenho. Se não há salsa então há sempre tomilho e alecrim. Um bouquet de aromas para servir à mesa.

Ingredientes:
2 douradas
1 limão
1 laranja
Alecrim, tomilho e cebolinho a gosto
1 folha de louro
1 fatia de presunto (a distribuir entre as douradas e as couves-de-bruxelas)
2 dente de alho
Pimentão doce q.b.
1 dl de vinho branco
1 cebola
1 tomate
1 cenoura
Batatas q.b.
Couve de bruxelas q.b.
Azeite q.b.
Sal q.b.

Preparação:
Amanhe as douradas ou peça na peixaria para o fazerem por si. Dê um golpe em diagonal no lombo de cada uma.
Nesse golpe entale um dente de alho esmagado e um pouco de louro.
Encha a barriga das douradas com uma rodela de limão, um pouco de presunto, ramos de alecrim, tomilho e cebolinho.
Polvilhe de sal e regue com sumo de laranja, sumo de limão e vinho branco.
Deixe a tomar gosto por uma a duas horas (pode ser menos se não tiver tempo).
Numa assadeira faça uma cama com a cebola, o tomate e a cenoura cortados em rodelas. Coloque as batatas cortadas em gomos à volta da assadeira e polvi-lhe-as com pimentão doce.
Polvilhe de sal e regue com um fio de azeite.
Leve ao forno, pré-aquecido a 220º, até os legumes estarem amolecidos e as batatas douradas (cerca de 30 a 45 minutos).
Reduza o calor do forno para 180º coloque as douradas sobre a cama de legumes, polvilhe com sal se necessário, regue com mais azeite e com a marinada. Leve a assar, regando o peixe com o molho para não secar e virando a meio do tempo.
Entretanto coza as couves de bruxelas "al dente". Coe toda a água e reserve as couves.
No mesmo tacho, bem seco, deite um fio de azeite, presunto em pedacinhos e um dente de alho picado.
Aqueça o azeite e assim que o alho começar a libertar os seus aromas junte as couves. Envolva e salteie por 4 a 5 minutos.

5 comentários:

Ondina Maria disse...

As tuas lagartas devem ser da familia das minhas, devoram tudo! Trouxe as aromáticas para dentro de casa, estão no parapeito da janela da lavandaria mas mesmo assim a menta devia ter ovos na terra e tivemos que a podar novamente. Felizmente é tipo daninha e cresce rápido. Os meus 3 vasos de manjericão foram atacados por cochonilha e não sei mais o que fazer... As malaguetas continuam pimponas e a dar fruto. Bo entanto, as plantas que temos na varanda são festim para as lagartas incontroladas, algumas são giganormicas! Quando as encontramos, matamo-las, mas mesmo assim estamos sempre invadidos :(

Dourada no forno com limão e tomilho é uma maravilha :)

Ana Rita disse...

Tive o mesmo problema com as lagartas, e o meu majericão foi todo papado, tadinho!
A única que se salvou foi a hortelã que está viçosa...

Este prato é super bom e as ervas dão lhe um toque especial!

Bjoka
Rita

Susana disse...

Este ano o meu marido fez umas mini estfas para eu semear as minhas ervas aromáticas. Tenho muita coisa a crescer, mas ainda não dá para colher nada. Já a salsa e o hortelã que tenho contra as paredes do quintal estão lindos. O meu alecrim está doente nem sei bem o que lhe deu, está-se secando todo... estou com muita pena :( pois adoro o aroma dele nos assados.
As dourada também são dos peixes preferidos cá de casa e por acaso não como à algum tempo. Gostei muito da tua dourada perfumada. Parabens.

Beijinhos

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida

" Das alturas orvalhem os céus,
E as nuvens que chovam justiça,
Que a terra se abra ao amor
E germine o Deus Salvador"...



Fico tão sem palavra para agradecer o carinho imensurável com que me cumula ao longo do ano que só posso lhe dizer que te amo fraternalmente...
Seja muito abençoada e feliz, amiga!!!
Bjm de paz e FELIZ NATAL... apesar de qualquer vestígio de dor em seu coraçãozinho....

"Quando eu estiver contigo no fim do dia, poderás ver as minhas cicatrizes,

e então saberás que eu me feri e também me curei."

(Tagore)

Tanita disse...

Só retirava as couves de bruxelas que não gosto. Bj**

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...