28 de dezembro de 2011

Pão de pirex de batata


As Festas estão em modo "pausa". De uma semana a outra as sobras da mesa de Natal vão preenchendo refeições. Acabamos sempre por cozinhar mais que a medida e este ano não foi excepção. É imprescindivel ter as iguarias tradicionais e nunca resistimos a acrescentar porque é Natal e a mesa de Natal sem o pão-de-ló, sem o bolo rei (ou rainha), sem o leite creme, sem as rabanadas, sem a aletria, sem o arroz doce, sem...não é mesa de Natal. No final, cada um leva a sua parte de doçaria. A mesa dividida por todos, prolonga-se o Natal e o regojizo da reunião por mais uns dias. O bolo rei torrado acompanha um chá fumegante, tal como o pão-de-ló e uma rabanada depois das refeições sabe sempre tão bem. O bacalhau transforma-se em farrapo velho. O cabrito aquece-se e reinventa-se. E por falar em reinventar, pegamos numas batatas da consoada e transformamo-las em pão. Porque não? Um pão de pirex. Receita simples a descomplicar os dias de cozinha cheia. A espalhar o cheiro de pão quente pela casa. Um cheiro que aquece os dias frios.
Ingredientes:
330 gr. de farinha de trigo T55 + para polvilhar
1 colher de sopa de gérmen de trigo
100 gr. de batata cozida
100 ml de água
75 ml de leite
20 ml de azeite + para untar
1 colher de chá de sal
1 saqueta de fermento seco (usei ramazoti)

Preparação:
Na bimby coloque a água, o leite, o azeite e o fermento. Programe 37º/1,5 minutos/vel.3.
Junte a batata e misture uns segundos na velocidade 5.
Acrescente a farinha e o gérmen de trigo e programe 3 minutos/vel espiga.
Enquanto a bimby trabalha verifique se a massa se descola das paredes de copo, caso contrário acrescente mais farinha - uma colher de sopa de cada vez.
Unte um pirex e respectiva tampa com azeite e polvilhe com farinha.
Retire a massa da bimby para uma superfície enfarinhada e dê-lhe a forma de uma bola. Coloque-a no pirex, unte com azeite e polvilhe com farinha e faça-lhe uns cortes com uma faca.
Tape o pirex e coloque no forno.
Ligue o forno a 220º e deixe cozer entre 40 a 50 minutos.
Quando pronto, transfira o pão para uma rede e deixe arrefecer.
Se não gostar de côdea dura, tape-o com um pano molhado até esfriar (deixei-o assim até ao dia seguinte).

9 comentários:

saboracasa disse...

está com ótimo aspeto, posso tirar uma fatia para o meu pequeno almoço?

SarinhaT disse...

Ficou um belo pãozinho! :)
Gosto imenso... Beijinhos

Fê Dayrell disse...

Parece muito gostoso. E vc tem razão as sobras de Natal reinam na mesa nestes dias.
Feliz 2012.
Bjo

Mar disse...

É bem verdade. Por mais que até se cultive o gosto pela frugalidade, há sempre algo em excesso, nesta altura do ano. A nossa tradição é a de (re)aproveitar. Recriar. Como esta sua hipótese. Simples. Mas a valer por si. Obrigada por partilhar.

Um beijo.

Mar

Ginja disse...

Há sempre excessos e sobras nesta quadra. A mesa farta procura reinvenção. Este pão ficou lindo!
um beijinho.

Luisa Alexandra ♥ disse...

O teu pão ficou mesmo bonito, essa crosta está maravilhosa!

Continuação de Boas Festas!

Sílvia Paiva disse...

Este pão está com muito bom aspeto

Bom ano de 2012!!

Sílvia

Bel Rech disse...

Que delicia de "fotoooooooo"!!!Aproveito para desejar um 2012 repleto de pza e alegrias...
paz e bem

Tanita disse...

BOM ANO 2012, com tudo de bom!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...