4 de novembro de 2011

Alcatra Regional




De regresso a casa, depois da minha semana na Terceira, o primeiro almoço de domingo foi, como não podia deixar de ser, alcatra regional. Eu e o D. viemos completamente deliciados e enfeitiçados por aquele manjar e tínhamos mesmo que tentar fazer a receita em casa. Fiz uns passeios pela blogosfera e nas cozinhas da Elvira, da Manuela e da Susana encontrei uma preciosa ajuda.
Usei um tacho de barro vidrado e não o tradicional alguidar que não tenho, ou melhor, ainda não tenho, mas já está prometido*. A carne ficou deliciosa e melhor ainda no dia seguinte. Gostamos tanto que já repetimos a façanha.

Ingredientes:
1 kg de carne vaca, incluindo um pedaço com osso
100 gr. de bacon
2 cebolas
2 folhas de louro
1 colher de sopa de massa de malagueta (usei de pimentão)
1 colher de chá de Pimenta da Jamaica
Banha q.b.
Manteiga q.b.
Sal q.b.
1 pau de canela
2 cravinhos
Vinho branco q.b.

Preparação
Unte um tacho de barro - preferencialmente um alguidar próprio para alcatra - com banha.
No fundo coloque o osso, o pau de canela, os cravinhos, pedacinhos de bacon, cebola às rodelas e uma folha de louro, de seguida uma camada de carne partida aos pedaços (encontrei receitas onde indicam que a carne deve ser untada com banha ou manteiga, mas omiti esta parte), mais bacon, cebola, alho e louro e mais uma camada de carne. Coloque algumas nozes de manteiga por cima.
Cubra com o vinho branco e tempere de sal e pimenta da jamaica.
Cubra com papel de aluminio e faça uns furinhos.
Leve ao forno pré-aquecido a 200º durante 3 horas. Deixe descansar dentro do forno desligado toda a noite e no dia seguinte aqueça durante cerca de 1 hora, acrescentando água se necessário e retirando o papel de aluminio 20 minutos antes do final.
Sirva com arroz branco ou batata cozida ou apenas com pão rústico à moda da Terceira.

9 comentários:

♥♥ belinhagulosa ♥♥ disse...

Que maravilha que ficou adoro estes comeres tradicionais....bjokitass

Susana disse...

Querida, como pudeste estar aqui e não teres dito nada?! Teria tido muito gostoem te conhecer. Não sei se te perdoo!!! ;)
Obrigada pela referencia ao meu blog é um previlégio para mim.

Se aceitares uma sugestão minha eu gostava de dizer para usares uma cabeça de alho(só tiras a casca branca por fora e a cabeça fica inteira) no fundo do alguidar, vais ver que vai dar um sabor extraordinário. E outra é que uses a medida do vinho em metade de água pois assim a carne ficará mais tenra e saborosa.
Espero ter ajudado pois já me apercebi que te rendeste a essa nossa preciosidade. É um dos pratos favoritos do meu marido.

Beijinhos e até à próxima. Estou de ida para o aeroporto.

Felismina disse...

Que comidinha boa!

Bjs.

Luisa Alexandra ♥ disse...

Tem um aspecto tão bom!

Ana Rita disse...

Que rico aspecto!!!

Bjoka
Rita

Sofia.Lopez disse...

Ficou com um aspecto delicioso e a receita parece-me muito boa...levo para quando chegar o dia, experimentar!

Beijinho e bom fim de semana

Anónimo disse...

Carla,
Não conhecia a receita, mas vou ver se arranjo por aqui os ingredientes pq é mesmo o tipo de comida que o rapaz adora.
Não vou certamente encontrar um tacho de barro, será que uma panela de ferro dará o mesmo efeito?

bjs

Carla disse...

Ana,
O tacho de barro que usei também não é o tradicional para este prato. Usei um tacho vidrado e a alcatra pede um não vidrado. Seja como for, já tenho lido que, hoje em dia, há que recorra à panela de pressão para fazer este prato que requer muitas horas de forno no modo tradicional. Assim, só iria ao tacho de barro para aquecer, mas na falta do tacho de barro podes sempre usar um de ferro. A Susana deixou, num comentário acima, mais algumas dicas para esta delicia gastronómica.
Beijinhos

Manuela © disse...

Gostei muito de visitar esta cozinha e mais ainda de encontrar um prato tão típico da minha ilha e com referência à minha cozinha :)
Mas precisa, de facto, dum alguidar de barro regional, sem ser vidrado, pois faz toda a diferença. Beijinhos

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...