4 de novembro de 2010

Pavlova de Pêra e Chocolate


Os bolos de claras, estilo molotof e pavlovas sempre me meteram muito respeito. Tenho sempre a sensação de que vão abater, desabar, acabar num triste amontoado de claras cozidas que terão qualquer uso, menos brilhar merecidamente no centro da mesa e por isso optava por dar outros usos às claras sobrantes, deixando para outras oportunidades uma receita mais sublime. Até que este post da Suzana ficou a bailar na minha memória, num rodopio estonteante e eu, que não sou bailarina, não sei fazer piruetas e não me sustenho em pontas, tive que ceder, arriscar e trazer para o centro do palco (leia-se mesa) esta sobremesa de encantar. Quando provei a primeira colherada deste bolo fiquei completamente rendida à sua textura macia a desfazer-se na boca numa combinação perfeita com o chocolate. 
Quanto à escolha das pêras: fiz este bolo numa altura em que as pêras D. Joaquina faziam a sua breve aparição no mercado e nessa altura do ano são sempre elas que reinam e como a pêra é para mim uma excelente companhia do chocolate esta era a escolha que se impunha. 

Ingredientes:
Para a Pavlova:
3 claras
120 gr de açúcar
Amêndoa laminada q.b. para enfeitar
Para as pêras:
4 pêras Joaquina (pode usar outra qualidade adaptando a apresentação ao tamanho da pêra)
1 chávena de água
1/4 chávena de vinho do Porto
1/4 chávena de açúcar
Para a calda de chocolate:
1/2 chávena de açúcar
1/4 chávena de água
45 gr. de cacau (utilizei chocolate em pó mais uma fila de chocolate em barra)
1 colher de chá de manteiga

Preparação:
A Pavlova:
Comece por bater as claras em velocidade baixa.
Quando começarem a ganhar volume vá acrescentando o açúcar aos poucos continuando a bater, mas agora em velocidade elevada, até obter um merengue liso e brilhante.
Forre um tabuleiro com papel vegetal, coloque um aro de 20 cm no centro (utilizei um de 18 cm) e verta as claras no aro (se tiver paciência utilize o saco de pasteleiro), alisando com a espátula e formando uma ligeira concavidade no centro.
Leve a forno pré-aquecido a 150º por 1 hora. Desligue e deixe a Pavlova arrefecer dentro do forno.
Quando estiver fria, desenforme para um prato.
As Pêras:
Descasque as pêras e leve a cozer numa calda feita com a água, o vinho e o açúcar, até conseguir espetar um palito com facilidade. Não deixe cozer demais. Reserve.
A calda de chocolate:
Leve a água e o açúcar a lume médio. Quando começar a ferver diminua para o mínimo e conte 3 minutos. Acrescente o cacau peneirado e deixe levantar fervura novamente. Desligue Junte a manteiga e, se for o caso, o chocolate em barra partido em pedaços. mexa até se dissolver.
Finalmente:
Regue o centro da Pavlova com alguma calda de chocolate.
No centro disponha uma pêra inteira, com o pedúnculo.
Parta as restantes em quartos ou oitavos, consoante o tamanho, retire o centro com as sementes e disponha em volta da pêra inteira.
Regue toda a Pavlova com a calda e polvilhe com amêndoa laminada.
Deite a calda sobrante numa molheira e sirva à parte para os mais gulosos.


P.S. - Querida B.V. bem sei que este não é um bolo de aniversário tradicional, mas assim que me propus a publicar este posto lembrei-me do teu passatempo e pensei: porque não quebrar as regras de vez em quando?  se bem o pensei melhor o fiz e aqui tens um bolo de aniversário bem especial.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...