15 de novembro de 2012

São rosas, Senhor, são rosas


Isabel chegou pontual. Ao observá-la questionei-me como é que era possível que uma mulher com um ar tão sereno e introspectivo tivesse o poder de impedir uma guerra colocando-se, corajosamente, entre os exércitos. Ela sorriu. "Temos que ter coragem para seguirmos os nossos desígnios", disse. E o o dela foi o de apaziguar guerras e dores. Sempre fez questão de acompanhar o seu marido, D. Dinis, nas viagens que ele fazia pelo país. Assim tinha a oportunidade de conhecer as condições em que o seu povo vivia e a oportunidade de ajudar quem mais precisasse. Deu o dote a muitas moças casadoiras e a educação aos filhos dos cavaleiros mais pobres. Não havia quem, passando a seu lado, não recebesse uma qualquer graça. Amainou a fome dos pobres e a as dores dos doentes, fazendo questão de tratar, ela própria, os mais enfraquecidos, mesmo contra a vontade do marido.
A conversa ia longa e eu cada vez mais rendida à força de carácter daquela mulher. Servi um chá acompanhado de uns muffins de abóbora com o formato de flor.
Quando servi ela sorriu-me: "São rosas".
"São rosas, sim, são rosas", respondi.

(Fonte: "Banking" de Dorie Greenspan)
Ingredientes:
2 chávenas de farinha de trigo
2 colheres de chá de fermento em pó
1/4 de colher de chá de bicarbonato de sódio
1/4 de colher de chá de sal
3/4 de colher de chá de canela em pó (usei uma colher de café rasa)
1/2 colher de chá de gengibre em pó (usei uma pitada, apenas)
1/8 de colher de chá de noz moscada ralada na hora (usei uma pitada de noz moscada em pó)
1 pitada de pimenta da Jamaica moída (não usei)
120 gr. (8 colheres de sopa) de manteiga sem sal, à temperatura ambiente
1/2 chávena de açúcar
1/4 de chávena de açúcar mascavado claro (usei escuro)
2 ovos grandes à temperatura ambiente
1/2 colher de chá de extracto de baunilha
3/4 de chávena de puré de abóbora sem temperos
1/4 de chávena de buttermilk (ou 1/4 de chávena de leite + 1 colher de sumo de limão ou vinagre)
1/2 chávena de uvas passas
1/2 chávena de nozes picadas (usei avelãs)
1/3 de chávena de sementes de girassol (opcional)
100 gr. de chocolate picado (opcional)
Raspa da casca de uma laranja (opcional)

Preparação:
Pré-aqueça o forno a 200º.
Prepare as forminhas dos muffins (usei formas de papel e uma forma de silicone em formato de flor). Se usar formas metálicas unte com manteiga ou óleo em spray.
Prepare o buttermilk: misture o leite e o sumo de limão ou vinagre e deixe descansar cerca de 10 minutos.
Numa tigela misture, com uma vara de arames, a farinha, o fermento, o bicarbonato, o sal e as especiarias e reserve.
Com a batedeira, bata a manteiga durante um minuto em velocidade média, até ficar cremosa.
Junte os açúcares e a raspa de laranja e bata por alguns minutos até obter uma mistura homogénea e clara.
Acrescente um ovo de cada vez, batendo um minuto após cada adição, até que estejam bem incorporados e acrescente o extracto de baunilha.
Diminua a velocidade da batedeira e misture o puré de abóbora e o buttermilk. Pode acontecer que a massa talhe, neste momento, mas continue a receita sem problemas.
Com a batedeira em velocidade média, junte os ingredientes secos de forma lenta e constante e bata apenas até que não se veja farinha na massa. Não deve bater de mais, por isso, se quiser, em vez da batedeira pode usar uma espátula.
Com a espátula junte as nozes, as passas e o chocolate.
Divida a massa pelas formas e polvilhe com as sementes de girassol.
Leve a assar durante cerca de 25 minutos (no meu forno, com ventilador, demorou 15 minutos). Faça o teste do palito e estando cozidos retire o tabuleiro do forno e deixe esfriar na forma por 10 minutos.
Desenforme e deixe arrefecer sobre uma grade.
Sirva mornos, com ou sem manteiga, ou á temperatura ambiente. Ficam melhores se comidos no dia em que são feitos, mas pode guardá-los até ao dia seguinte numa caixa hermética.
Congele os restantes até dois meses e reaqueça-os no forno ligado a 180º por alguns minutos, ou, se não tiver usado forma de papel, aqueça-os na torradeira cortados a meio.


Esta receita foi a última proposta do "Dorie às Sextas". Uns muffins cheios de sabor de Outono que recomendo vivamente. E com eles acabei por participar no "Convidei Para Jantar", promovido pela Ana e este mês recebido na casa da "Alice na Cozinha Maravilha", que nos convidou a abrir a porta de nossas casas à realeza.

35 comentários:

Ondina Maria disse...

Que belo raminho de rosas! A Rainha Santa Isabel é de facto o arquétipo da mulher moderna, bondosa e com personalidade forte. Uma excelente escolha!

Su disse...

Adorei :D
Podes não acreditar, mas por alguma estranha razão, sempre tive na ideia fazer um post com o titulo "São Rosas, senhor, são Rosas!"... lol - pancadas minhas.
Por isso adorei tudo neste teu post.
Beijinhos

Addicted disse...

Uns bolinhos bem aromáticos, adorei :)
beijinhos,
Addicted
http://cookaddiction.blogspot.pt/

pedra de sal disse...

Gostei! Muito!

são33 disse...

Gostei e muito,ficaram tão lindas.
bjs

Lu disse...

Uma super delicia!
Divinamente linda.
adorei.
Beijos
http://boracozinhar-lu.blogspot.com

Joana disse...

Que belo aspecto :D Ficaram mesmo perfeitas :D

Beijinhos e boa noite :D

Ginja disse...

Adorei o teu post, uma delícia de ler Carla :)
Adoro essa história da Rainha Santa Isabel, uma mulher de força, coragem e bondade.
Adorei as rosas, são rosas! Brilhante participação.
Um beijinho.

Pami Sami disse...

Bela homenagem à Rainha Santa Isabel! Uma grande e corajosa mulher! O formato dos teus bolinhos não poderia ser mais adequado! Adorei-os, pois nesta altura só apetece bolinhos com especiarias!
Beijinho*

Guida disse...

Olá Carla
A tua escolha e inteligente e simultaneamente inteligente.
Sempre tive um fascínio pela Rainha Santa, talvez por ser a minha cidade Natal que a acolheu.
Um beijinho
Guida

Anónimo disse...

O teu post e uma beleza por si só!
A Rainha Santa faz parte do meu imaginário.
Em criança queria sempre ir a procissão vestida de Rainha Santa.
Sempre senti que a minha cidade berço tinha mais encanto por ter acolhido esta rainha bondosa e corajosa.
Um abraço
Guida
Panela sem depressão

Alice disse...

Carla, adorei!! A Rainha Santa Isabel é a santa padroeira de Coimbra, a minha cidade, por isso para mim este post está mais do que perfeito e muito encantador!! E os teus muffins em forma de rosa estão maravilhosos!
Adorei a tua participação, obrigada:))
Beijinhos:)

Luisa Alexandra disse...

Que lindas!

Mafalda disse...

hehehehe... que ideia deliciosa... e que texto maravilhoso.
um beijinho e bom fim de semana

dicionariogastronomico disse...

Adorei a historia, e a escolha dos bolinhos não podia ter sido melhor! :)
Um beijinho,
Margarida

Babette disse...

Convergimos na nossa escolha ;) Uma rainha que merece ir jantar a duas casas!!!
Babette

Mané disse...

são rosas... lindas :)
Parabéns pela participação

Carla disse...

Ondina,
Trazia nas minhas memórias o famoso milagre das rosas e a doçura que uma mulher capaz da tal milagre poderia ter, descobri que a rainha Santa foi bem mais do que uma mulher doce e bondosa. Foi uma guerreira á sua maneira, mas uma guerreira pela paz.
Beijinhos

Carla disse...

Su,
Compreendo-te perfeitamente. Essa frase é tão enigmática e ao mesmo tempo tão clara. Fico a aguardar por esse post, tenho a certeza que vou ficar deslumbrada.
Beijinhos

Carla disse...

Ginja,
Acredita que só com este post conheci essa força de mulher que foi a Rainha Santa. A minha admiração por ela cresceu ainda mais.
Beijinhos

Carla disse...

Pami,
Eu nem sou grande apreciadora de especiarias, mas começo a render-me.
Beijinhos

Carla disse...

Guida,
A rainha santa é realmente fascinante, especialmente se pensarmos na época em que viveu, em que os homens tinham o maior poder.
Beijinhos

Carla disse...

Guida,
Também me lembro desse fascinio infantil pela Rainha Santa. Imaginava-lhe sempre o regaço a abrir-se cheio de rosas num triunfo da bondade e da solidariedade.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada Alice,
Foi um imenso prazer participar em mais um jantar com convidados tão ilustres. parabéns pela escolha do tema.
Beijinhos

Carla disse...

Sabes, Luisa, que acho que foi a ti que comprei as formas? Foi a primeira que vez que as consegui utilizar a 100% porque nunca tinha paciência para esperar que arrefecessem completamente. Uma boa compra, ainda as tens? Se sim, diz-me que actualizo o post com essa informação.
Beijinhos

Carla disse...

É verdade, Babette, recebemos a mesma convidada (acho que não foi a primeira vez que coincidimos em convidados) e foram convites merecidos, foram mesmo.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada. São mesmo bem aromáticos, quase a cheirar a Outono.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada, Pedra de Sal.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada, São, o formato tornou-os especiais.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada, Lu.
Ficaram mesmo deliciosos.
Beijinhos

Carla disse...

Joana,
Até eu fiquei surpresa. Estas formas vão voltar a sair do armário.
Beijinhos

Carla disse...

Obrigada, Mafalda, gostei das tuas palavras.
Beijinhos

Carla disse...

Margarida,
Só rosas poderiam servir a rainha.
Beijinhos

Carla disse...

Mané,
São rosas, sim, são rosas... :)
Obrigada.
Beijinhos

Candy Love disse...

Eu queria uma dessas rosas deliciosas ;P

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...