1 de setembro de 2009

A minha "sopa lavradeira"



Quando não sabemos o que apetece para manjar há sempre uma sopa que salva o estômago.
Esta provei-a aqui pela primeira vez, quando a fome começava a apertar a meio do percurso entre Salamonde e Montalegre.

Não resisti a experimentar quando cheguei a casa. Precisamos de:
3+1 batatas médias
1 cebola
1 dente de alho
1 cenoura
150 gr. de feijão verde
100 gr. de massa cotovelo
Sal e azeite q. b.

Como fazemos:
Na panela coloque 3 batatas partidas em cubos, a cebola e o dente de alho. Cubra com água, tempere com o sal e deixe cozer.
Passe a varinha mágica e se necessário acrescente água (no dia seguinte a sopa estará mais grossa, pelo que é preferível um parmentier mais fino), rectificando de sal se assim o entender (cá em casa preferimos pouco sal).
Leve de novo ao lume para levantar fervura. Regue com um fio de azeite, acrescente a cenoura, o feijão verde e a restante batata, tudo partido em pedaços pequenos, e a massa.
Quando estes estiverem cozidos está pronta a sopa.
Também pode optar por cozer os legumes (veja dicas interessantes aqui) e a massa à parte e acrescentá-los ao parmentier no momento em que junta o azeite. Ultrapassa, assim, o problema dos tempos diferentes de cozedura.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...