5 de fevereiro de 2015

Codornizes estufadas


Não há "bichinho" que mais me custe fotografar que as codornizes. Têm sempre um ar enfezado e ficam com aquelas patitas irritantes espetadas (da próxima vez vou ter mesmo que as amarrar...), mas são tão saborosas que não há estética que lhes resista.
Já as fizemos fritas, mas estufadas são, para mim, a melhor maneira de as servir. Pena foi não termos comprado mais, porque se mais houvera, mais comíamos. Ah, e não se esqueçam de uma boa fatia de pão para acompanhar o molho.



Ingredientes:
4 codornizes
2 a 3 dentes de alho
2 folhas de louro
1/2 copo de vinho branco
Polpa de tomate a gosto
1 cebola
4 rodelas de chouriço
Bacon em tiras, a gosto
1 colher de chá de Maizena
1/4 de couve roxa
Sal q.b.
Azeite q.b.
Piripiri a gosto

Preparação:
Tempere previamente as codornizes com alho em lâminas, 1 folha de louro, sal e o vinho branco e deixe repousar nesta marinada durante algumas horas.
Faça um refogado com a cebola cortada ás rodelas, um dente de alho, piripiri , uma folha de louro partida a meio, o chouriço e o bacon.
Quando a cebola começar a ficar transparente, juntar as codornizes, a que deu alguns golpes, pequenos, no peito e costas (para absorverem melhor os sabores do estufado).
Dissolva a farinha  no liquido da marinada e junte-o ao tacho*, bem como a polpa de tomate.
Deixe cozinhar em lume brando, até as codornizes começarem a alourar. Se necessário, acrescente água para não secar. 
Quando estiverem tenras, verifique se tem molho suficiente. Se necessário acrescente mais água, retifique os temperos, deixe apurar mais uns minutos e junte a couve roxa.**

* A farinha vai ajudar a engrossar o molho, mas em vez de a desfazer pode envolver as codornizes na farinha antes de as juntar ao tacho.

**A couve roxa surpreendeu neste estufado, ligou muito bem com todos os sabores, mas deve apenas levar uma leve fervura e ser servida imediatamente, caso contrário vai começar a ficar azul.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...