20 de setembro de 2011

Se o cozido é pobre, a sopa é rica



O cozido à portuguesa é um dos meus pratos preferidos da nossa cozinha tradicional, mas com excepções: nada de orelheiras, focinhos, mãos ou pés. Sei que fazem a delicia de muitos, mas definitivamente não a minha. Gosto da carne de vaca ou vitela, do frango mais ou menos, gosto das batatas e do arroz e adoro os legumes. Acima de todo gosto do conforto que me dá. É daqueles pratos que não dispenso quando ando enfastiada de exageros culinários. Um cozido bem simples e está o equilíbrio reposto. Também dispenso o cozido fora de portas, ou seja, em restaurantes. É daqueles pratos que só como em casa. Assim, junto apenas os ingredientes que aprecio e que me apetecem no momento. Tenho duas versões para este prato: o pobre, só com a carne de vaca, por vezes um pedaço de frango, as batatas e os legumese o mais rico, com as carnes de vaca e frango, os enchidos, as batatas, os legumes e o arroz.

Este que hoje trago ficou a meio dos dois, já que lhe faltou o frango. Como sempre utilizei a panela de pressão, onde também cozi o arroz e aproveitei a água da cozedura, que é muito rica e de sabor intenso, para fazer uma sopa para o jantar.
Esta sopa traz um certo sabor de infância  agarrado. Numa confecção mais simples de um parmentier feito só com a batata na água de cozer a carne (sem enchidos) a que depois era acrescentado o arroz, era a sopa que a minha mãe me dava quando ficava doente. E que bem que sabia, quentinha, cheia de pingos de amor. Curava todos os males, acreditem.

Ingredientes:
O cozido:
750 gr. de chambão ou nispo
1/2 morcela
1/2 chouriça Moura
1/2 chouriça de Ponte de Lima
1 couve branca (ou outra a gosto)
3 cenouras
2 nabos
5 batatas pequenas
1/2 chávena de arroz

A sopa:
2 lt de água do cozido
Batatas e legumes de sobra do cozido*
1 cebola
1 dente de alho
1/3 chávena (de café) de arroz (opcional)
Azeite q.b.
Sal q.b.



Preparação:
O cozido:
Coloque a carne e os enchidos na panela de pressão. Junte água, tempere de sal e leve a cozer. Começando a silvar a panela, reduza para o mínimo e conte 25 a 30 minutos.
Solte a pressão da panela e abra-a. Se os enchidos estiverem cozidos, retire-os. Junte os legumes descascados e partidos a gosto.
Lave o arroz e coloque-o na bola de cozer e arranje espaço na panela para ela. Feche a panela e leve ao lume contando quinze minutos no mínimo a partir do silvo da panela.
Abra-a com os cuidados necessários. Retire a bola do arroz escorrendo bem todo o liquido e transfira o arroz para uma travessa, dando uma volta aos grãos com um garfo para se soltarem. Se os legumes ainda não estiverem cozidos a gosto volte a fechar a panela contando mais 5 minutos de pressão. No final reserve a água de cozedura.
Corte a carne em pedaços e coloque-a numa travessa, com os enchidos e legumes.



A sopa:
Na água de cozer a carne junte as batatas, cenoura, nabos e couve sobrantes, a cebola partida em quartos e o alho esmagado. 
Leve a cozer em lume médio (Bimby: varoma/20 min./vel. 1/colher inversa).
Quando a cebola estiver cozida, triture tudo (Bimby: vel. 3-5-7).
Rectifique o sal e junte um fio de azeite.
Acrescente o arroz e deixe cozinhar por 20 minutos (Bimby: 20 min/100º/vel. colher inversa)
Estando pronta sirva juntando carne cozida desfiada.

*Acrescento sempre batata e alguns legumes ao cozido para que sobrem para a sopa. Claro que teremos que ter em conta a quantidade de batata para que a sopa não fique demasiado grossa, especialmente se lhe juntar o arroz.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...