23 de setembro de 2011

Doce de tomate com malagueta e ervas de provença



Embora não sendo um dos meus doces preferidos não resito em fazê-lo ano após ano. É inevitável com a quantidade de tomate maduro que todos os anos me oferecem. Este ano experimentei duas receitas de doce de tomate, a primeira aparecerá aqui mais para a frente e esta, a segunda, é mais uma receita saída do livro "Conservas" da Civilização Editora.
Para quem não aprecia o doce de tomate como eu, pareceu-me uma combinação perfeita a do picante com os aromas das ervas e o doce da compota. Fica muito boa juntamnete com queijos frescos, requeijão e queijo creme.

Ingredientes:
500 gr. de tomate pelado
250 gr. de açúcar
1 colher de chá de flocos de malagueta (utilizei malagueta seca finamente picada)
1 colher de chá de ervas aromáticas secas a gosto (utilizei ervas de provença)
Sumo de 1/2 limão


Preparação:

Bimby:
Para pelar o tomate: faça um corte em cruz na base, megulhe-o em água a ferver e de seguida em água fria e puxe as extremidades da pele a partir dos cortes que fez.
Parta-o em pedaços e coloque no copo da bimby, juntamente com o açúcar. Triture 10 segundos/vel.5. (se preferir pedaços de tomate maiores salte esta etapa.
Junte a malagueta e ervas aromáticas  e programe 20 minutos/100º/colher inversa/vel.colher.
No final deste tempo substitua o copinho pelo cesto virado ao contrário e programe 20 minutos/varoma/colher inversa/velocidade colher.
Verifique se o doce está no ponto, colocando um pouco num prato e passando o dedo pelo meio do doce. Se abrir uma estrada sem que os dois lados se unam logo de seguida está pronto. Se estiver muito fluido programe mais 5 minutos.
Guarde em frascos esterilizados.



Tradicional:
Depois do tomate pelado e partido em pedaços deite-o num tacho e junte o açúcar e o sumo de limão.
Se desejar um doce sem os pedaços de tomate, triture nesta fase.
Junte as ervas aromáticas e a malagueta e leve o tacho a lume brando. Assim que o doce levantar fervura, reduza o lume para o minimo e deixe cozer, mexendo com a colher-de-pau para não deixar queimar, até atingir o ponto desejado.

12 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Deve ser uma delicia!! :)

Gisela disse...

Que compota original, eu dispenso a malagueta, agora as ervinhas deve ficar muito bem
Um beijinho e bom fim de semana

Luísa Alexandra disse...

Gostei muito da côr do teu doce, apesar de não apreciar a parte do picante!

Simples Assim disse...

Não conhecia, Carla,mas deve ser deliciosa.
Bj,
Lylia

Felismina disse...

Querida, picante nunca comi, mas estou muito tentada a experimentar esta tua sugestão!
Ficou optimo!

Bjs.

moranguita disse...

picante deve ficar intreressante!!!

Dri Dauzacker disse...

Oi Carla,
Adorei a receitinha...
Parabéns!
Bjim e bom fim de semana

Fa disse...

Olá Carla,

Gostei muito desta sugestão. Para já adoro doce de tomate e a ideia do picante e das ervas é muito atraente.

Um bj

Fa

argas disse...

Que excelente sugestão! Fiquei tentada.

Filipa disse...

Adorei o doce! Ando tentada a comprar este livro e achoq ue estás mesmoa dar-me o empurrão final! Um beijinho
P.S. Obrigada pelo comentário(s).

Anónimo disse...

Boa Dia,

De há uns meses para cá que venho seguindo este blog, todos os dias venho fazer a minha ronda, para ver as novidades das páginas que eu gosto.

Neste caso não quero comentar o doce em si, pois para além de ter bom aspecto, o facto de ser diferente do tradicional agrada-me, mas sim para comentar o facto das receitas não serem exclusivamente para quem tem Bimby. Pois por vezes precisamos de uma receita e está tudo em " modo Bimby", não é que não dê para fazer na mesma mas custa mais para perceber as voltas e procedimentos que são precisos.

Continue com o seu blog.

Com Carinho

Vera Honrado

Carla disse...

Gisela e Luísa,
O picante quase não se nota, é mais presente o sabor das ervas.

Filipa,
O livro tem sugestões muito interessantes. Já está cheio de marcadores de páginas.

Vera,
Compreendo perfeitamente, mas digo-lhe que é mais fácil adaptar as receitas da bimby ao modo de confecção tradicional que o contrário, pelo menos para mim. Como gosto de cozinhar e em geral prefiro o modo tradicional continuarei a traduzir os dois modos, sempre que possível. Obrigada pelo seu comentário, eu própria sou assidua de muitos blogues que não comento, mas que não passo sem espreitar.
Beijinhos

Obrigada pelos vossos comentários que são sempre um estimulo para continuar e fazer melhor.
Beijinhos a todas.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...