1 de setembro de 2013

Dia 1 na Cozinha com Uma Galette de Fruta


Recebi um surpreendente e agradável convite da nossa querida Maria Papitas, autora do blogue "Oficina das Papitas" para participar no projecto, agora com direito a grupo no facebook, chamado "Dia 1 na cozinha". Aceitei, claro, porque não há como um bom desafio para pôr a nossa criatividade em marcha. Este projecto já vai na sua 4ª edição e propõe a criação de uma receita por mês com base num tema especifico. O tema é revelado até ao dia 15 de todos os meses e no dia 1 do mês seguinte é publicada a receita.
Este mês de Setembro foi brindado com "galettes de fruta", o que me pareceu um começo auspicioso, primeiro porque adoro galettes e depois porque não tinha feito a proposta da primeira quinzena de Junho do "Dorie às Sextas" que era precisamente "Summer fruit gallete". Assim, juntou-se o útil ao agradável, que fizeram parelha com umas ameixas caranguejeira deliciosas.
O desafio revelou-se complicado na parte da massa, mas o resultado não podia ser melhor e a escolha das frutas também. As ameixas variavam entre a doçura e alguma acidez, o que combinou na perfeição com o sabor da massa estaladiça. Fiz esta galette num Sábado à noite, enquanto o D. via um jogo de futebol, e para contar a história no dia seguinte restou apenas uma fatia.
 
.
Ingredientes:
Massa:
1 1/2 chávenas de farinha
2 colheres de sopa de açúcar
3/4 colher de chá de sal
150 gr de manteiga sem sal, fria, cortada em cubos pequenos (usei 130 gr.)
2 1/2 colheres de sopa de gordura vegetal fria, cortada em dois pedaços (não usei)
1/4 de chávena de água gelada
Recheio:
2 a 3 colheres de sopa de geleia ou compota a gosto (utilizei compota de ameixa)
2 colheres de sopa de bolacha triturada (utilizei amêndoa palitada)
Frutas de verão: utilizei cerca de 10 ameixas caranguejeira e 1/2 maçã cortada em pedaços pequenos
Açúcar granulado para polvilhar
Creme:
3 colheres de sopa de manteiga sem sal derretida e fria
1/3 de chávena de açúcar
1 ovo grande
1/4 de colher de chá de extracto de baunilha
Açúcar em pó para polvilhar



Preparação:
Massa:
Coloque a farinha, o açúcar e o sal num processador de alimentos com uma lâmina de metal e pulse apenas para combinar os ingredientes. Adicione a manteiga (e a gordura) e pulse novamente até que os pedaços estejam misturados com a farinha. Não deve mexer demais e nesta altura devemos ter pedaços irregulares do tamanho de ervilhas.
Volte a pulsar de forma intermitente, acrescentando, gradualmente, 3 colheres de sopa de água gelada. Continue a adicionar a água, um pouco de cada vez, pulsando, até que a massa fique uniforme (é possível que se notem alguns pedaços maiores de manteiga).
Centre uma grade no forno e pré-aqueça-o a 210ºC. Forre um tabuleiro com papel vegetal e reserve.
Estenda a massa de tarte entre dois pedaços de papel vegetal ou plástico, para ser mais fácil transferi-la depois para o tabuleiro ou  faça-o numa superfície bem enfarinhada: estenda-a num círculo grande, com menos de 0,5cm de espessura. Com uma faca, apare o círculo até ficar com 33cm de diâmetro. Com uma forma redonda virada ao contrário, marque no centro da massa um círculo de 23cm de diâmetro, sem cortar - esta vai ser a área do recheio.
Deixei ficar o papel vegetal sobre a massa, o que foi um bom auxilio para colocar a massa na forma e dobrá-la, depois sobre a fruta.
Com uma espátula, espalhe parte da compota ou geleia no círculo marcado, usando a quantidade necessária para dar mais ou menos sabor a geleia à tarte. Polvilhe com a bolacha triturada (no meu caso, amêndoas palitadas), acrescentando mais bolacha se a fruta for muito sumarenta.
Cubra esta base com película aderente e leve ao frigorífico enquanto prepara os restantes ingredientes.

NOTAS PESSOAIS: Pelos ingredientes e forma de trabalhar a massa, parecia-me uma simples massa quebrada. Nada mais fácil. Verifiquei, depois, que não era bem assim. Apesar de ter reduzido a gordura foi bastante difícil trabalhar esta massa. Talvez tenha mexido demais ou usado água em excesso ou quando a estendi (entre duas folhas de papel vegetal), a tivesse deixado demasiado fina. Acabei por a enrolar, já estendida entre as folhas de papel vegetal, no rolo de cozinha e deixei-a ficar no frigorífico de um dia para o outro. Depois desenrolei, acomodei-a na tarteira e com muito cuidado retirei a folha de cima de papel. Nas partes mais finas a massa vinha agarrada ao papel, por isso tive que ir fazendo umas operações de colagem. Quase que me arrependi de não usar uma massa de compra que tinha no congelador, mas ainda bem que não o fiz, porque depois de pronta o resultado revelou-se incomparavelmente melhor. Uma massa estaladiça e deliciosa.
 
Recheio:
Com um pano húmido, limpe bem as ameixas, corte-as ao meio e retire os caroços.
Descasque e descaroce a maçã e corte em cubos pequenos.
Disponha a fruta sobre a base de massa, com o lado cortado voltado para baixo. Cuidadosamente, dobre as bordas de massa sobre a fruta assim disposta, acomodando as dobras de massa extra. Se não estiver com pressa, leve a tarte ao congelador por 15 minutos para deixar a massa descansar.
Pincele a massa levemente com água, polvilhe com uma a duas colheres de açúcar granulado. Leve ao forno por 25 minutos ou até que a massa esteja dourada e a fruta esteja mole.
Creme:
Usando um batedor de varas, bata a manteiga derretida, o açúcar, o ovo e a baunilha numa tigela e reserve.

Passados os 25 minutos de ter levado a tarte ao forno retire o tabuleiro (deixando o forno ligado) e cuidadosamente verta o creme sobre a fruta. Dependendo da quantidade de sumo que tiver acumulado e do espaço que houver, pode não conseguir usar todo o creme. Não se preocupe, mesmo 2 colheres de sopa já conseguem o efeito pretendido. Deite o máximo de creme que conseguir e leve o tabuleiro novamente ao forno.
Deixe assar por mais 12-15 minutos ou até que o creme solidifique: abane levemente o tabuleiro, se o creme não tremer está pronta a tarte.
Transfira o tabuleiro para uma grade e deixe arrefecer por 10 minutos.
Cuidadosamente, transfira a galette do tabuleiro para a grade para arrefecer completamente. Pode servi-la morna ou à temperatura ambiente. Polvilhe com açúcar em pó antes de servir.

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...