17 de julho de 2015

Coroa de gelatina




Está calor, está sol e o que mais apetece são refeições frescas e leves. 
Domingo passado para terminar um almoço de peixe na brasa e porque estavam crianças à mesa resolvi recuar primeiro à minha infância e à diversão que era ver uma taça de gelatina colorida numa mesa sempre a tremer (hoje gosto das gelatinas mais sólidas) e depois, uns anos à frente, ao conhecido mosaico de gelatina, uma sobremesa que era mais que apreciada por graúdos e que serviam num dos locais que frequentava para almoço,  embora o que eu aqui realmente gostava era de um bolo em camadas, com massa folhada pelo meio, morangos e chantilly ... bem, é melhor voltar à gelatina. 
Ora, então, da junção destas duas memórias nasceu uma simples coroa treme-treme, mas este doce que só tem de pecado as natas que se juntam, mas que sempre se podem substituir por iogurte ou leite evaporado, por exemplo. Também lhe podemos juntar frutas, tornando, ainda, mais bonita e saborosa. 



Ingredientes:
1 pacote de gelatina de morango
1 pacote de gelatina de pêssego
1 pacote de gelatina de tuti-fruti
1 pacote de gelatina de ananás
400 ml de natas

Preparação:
Prepare cada um dos sabores de gelatina de morango, pêssego e tuti fruti conforme indicações da embalagem, tendo em conta que se reduzir a quantidade de água indicada em cerca de 100 ml vai ter uma gelatina mais fácil de cortar, mas se quiser uma sobremesa "treme-treme" que faça rir a criançada, então não reduza a quantidade de água.
Deite cada um dos sabores em recipientes rectangulares e leve ao frio para solidificar.
Convém fazer esta preparação na manhã da véspera do dia em que quiser servir a sobremesa.
Quando as gelatinas sortidas estiverem prontas, prepare a de ananás dissolvendo-a em 500 ml de água quente, deixe arrefecer um pouco e junte as natas.*
Misture bem e deixe arrefecer completamente, sem deixar solidificar.
Corte as restantes gelatinas em cubos ou pedaços regulares e espalhe, em camadas alternadas, numa forma previamente passada por água fria.
Acrescente a gelatina de ananás e leve ao frio até solidificar completamente.
Nesta fase de montagem da sobremesa pode brincar mais um bocadinho e começar por deitar na forma parte da gelatina de ananás, seguida das gelatinas cortadas e depois o resto do creme de ananás.
Para desenformar, passe a forma por água morna.


*Usei gelatinas de diferentes marcas ea de ananás pedia 500ml+500ml e as restantes 250ml+250ml

Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...