15 de outubro de 2015

15 dias com ... Yotam Ottolenghi e uma belissima shakshuka




Não vos quero massacrar com as minhas desculpas da azáfama do trabalho para não conseguir publicar amiúde, mas a verdade é que fiz esta receita no fim-de-semana e só hoje consegui escrever estas parcas palavras (e a receita...) para o publicar ainda hoje, mesmo no limite do prazo desta quinzena do "15 dias com o chefe..." Yotam Ottolengui.
Por muito azáfama que fosse, não podia deixar passar a oportunidade de voltar a folhear "O Novo Vegetariano" e escolher uma receita para fazer. Elegi esta shakshuka que me maravilhou. Os sabores são explendidos e vou repeti-la mais vezes, até porque dá umas marmitas deliciosas e pode sempre ser acrescentada (sem o ovo) a um prato de massa. Deixo aqui a versão integral da receita que foi adptada, na minha cozinha, a quantidades mais pequenas.

Nascido em Jerusalém, com raízes italianas e alemãs e abraçando Londres como a sua casa desde jovem, a sua cozinha tem uma forte inspiração do médio-oriente. Não sendo vegetariano, os vegetais são o ponto de partida para as suas criações gastronómicas que baseia na sua transformação em algo extraordinário. Nesta quinzena teremos connosco: Yotam Ottolenghi.



(Fonte: "O Novo Vegetariano", de Yotam Ottolenghi)
Ingredientes (para 4, em doses generosas):
1/2 colher de chá de cominhos em grão (usei uma pitada de cominhos em pó)
180 ml de azeite refinado ou óleo vegetal
2 cebolas grandes, às rodelas
2 pimentos vermelhos, em tiras de 2cm
2 pimentos amarelos, em tiras de 2cm
4 colheres de chá de açúcar mascavado
2 folhas de louro
6 raminhos de tomilho, com as folhas cortadas e picadas
2 colheres de sopa de salsa picada
2 colheres de sopa de coentros picados, mais algumas folhas para decorar
6 tomates maduros, picados grosseiramente
1/2 colher de chá de fios de açafrão (não usei)
1 pitada de pimenta de caiena (não usei)
Cerca de 250 ml de água
8 ovos caseiros (2 por pessoa)
sal e pimenta preta q.b. (não usei a pimenta)

Preparação:
Numa frigideira grande, toste os cominhos em grão em lume forte durante 2 minutos (saltei este passo e polvilhei as cebolas com os cominhos em pó no passo seguinte)
Junte o azeite e as cebolas e salteie 5 minutos.
Acrescente os pimentos, o açúcar e as ervas e continue a cozinhar em lume forte por 5 a 10 minutos, até ganhar cor.
Junte os tomates, o açafrão e a pimenta de caiena e um pouco de sal e pimenta.
Reduza o lume e deixe cozer durante 15 minutos e durante a cozedura, vá acrescentando água, para que a mistura tenha uma consistência de molho de tomate.
Prove e retifique os temperos. Deve ficar forte e saboroso.
Retire as folhas de louro e divida a mistura por 4 tachos fundos, cada um suficiente para uma dose generosa.
Leve a lume médio para aquecerem, faça dois buracos na mistura em cada tacho e preencha cada um com um ovo. Polvilhe com sal e cubra com o testo.
Cozinhe em lume muito brando durante 10 a 12 minutos, ou até os ovos ficarem duros.
Polvilhe com coentros e sirva.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...