16 de maio de 2013

O meu restaurante de sonho

Não podia ter sido mais interessante a escolha da Manuela para esta edição do ”Convidei para jantar”. A verdade é que, cada vez com mais frequência, eu e o D. comentamos como é difícil encontrar um restaurante que nos encha as medidas (e não nos depene a carteira, claro). Mesmo de entre aqueles que frequentamos mais vezes, saímos sempre com uma triste sensação de insatisfação e chegamos sempre à mesma conclusão “theres no place like home” que é como diz o melhor restaurante fica…em nossa casa. Não é um restaurante de sonho, por isso. É um restaurante real onde as portas se abrem, de par em par, à família e a todos os amigos, reais ou virtuais. É um restaurante pequeno, mas ainda assim podemos escolher entre o terraço, nos dias de sol e sem vento, onde os olhos nos fogem constantemente para o mar e a sala aconchegante envolta em música calma. Podemos escolher entre um simples grelhado na brasa ou um assado mais elaborado ou só uns petiscos e uma boa conversa à volta da mesa. É um restaurante onde procuramos servir bons ingredientes. Embora o supermercado seja o nosso principal local de abastecimento, sempre que possível escolhemos comprar a pequenos produtores de acordo com os produtos da época. Tivemos sorte, por isso, para este jantar: o coelho caseiro e de proveniência de confiança foi temperado com as ervas que recentemente adquirimos para um pequeno quintal suspenso de aromáticas.

Por isso, hoje abro-vos a porta de minha casa para vos receber cheia de alegria. Entrem, pousem os casacos e as malas, sintam-se à vontade como se devem sentir entre amigos.
Agora que os dias estão mais compridos podemos deleitar-nos com a réstia do sol sobre o mar, pena é que o dia se tenha posto um pouco ventoso, porque gostaria muito de pôr a mesa no terraço, mas vamos ter que jantar no aconchego da sala.


O que tenho para vos oferecer é uma refeição simples, com sabores que muito apreciamos e espero que sejam também do vosso gosto.

Sugestão da chefe

Entradas:
Meia lua de requeijão com doce de abóbora e noz


Ingredientes:
1/2 requeijão por pessoa
2 colheres de sobremesa generosas de doce de abóbora
Preparação:
Coloque o requeijão  no meio do prato e cubra com o doce.

Espargos salteados com lascas de presunto


Ingredientes:
1 molho de espargos
Tiras de presunto
1 dente de alho
Azeite q.b.
Preparação:
Corte a ponta mais grossa dos espargos.
Coloque ao lume um tacho com água e sal e deixe levantar fervura.
Junte os espargos e quando a água voltar a ferver conte 3 a 4 minutos conforme a grossura dos espargos.
Coe e passe gentilmente por água fria para parar a cozedura.
Entretanto, esmague o alho e coloque-o numa frigideira com o azeite. Quando o azeite estiver quente junte os espargos e salteie-os.
Coloque-os no centro do prato e á volta o presunto lascado.

Prato principal:
Coelho na brasa com arroz de cenoura e favas


Para o coelho:
Ingredientes:
1 coelho limpo e preparado para grelhar
3 dentes de alho grandes
5 hastes de tomilho (só as folhas)
2 colheres de chá de sal
1 pitada de mistura de alho e gindungo Espiga
Preparação:
Comece por temperar o coelho com 3 a 4 horas de antecedência: pique os dentes de alho bem picados e coloque todos os ingredientes do tempero num almofariz. Esmague bem até quase obter uma pasta. Barre o coelho com o tempero e reserve no frigorifico.
Leve a assar lentamente na brasa.


Para o arroz:
Ingredientes:
1 chávena de arroz carolino
2 chávenas de água quente
½ cebola picada
1 dente de alho pequeno com pele esmagado
1 cenoura descascada e cortada em cubos
1/2 chávena de favas descascadas (sem a camisa)
Sal e azeite q.b.
Preparação:
Num tacho coloque a cebola e o alho e regue com azeite.
Deixe alourar em lume brando até a cebola começar a estalar, mas sem dourar.
Junte a água quente, tempere de sal e, em lume forte, deixe levantar fervura.
Acrescente o arroz, a cenoura e as favas, envolva e tape o tacho. Reduza o lume para calor médio e quando a calda começar a ferver novamente reduza para o mínimo. Deixe cozer o arroz, o que deve demorar cerca de 12 a 15 minutos.

Sobremesa:
Folhados de maçã




Ingredientes:
1 maçã fuji para cada 2 folhados
Marmelada de maçã q.b. (caseira)
Açúcar q.b.
Preparação:
Pré-aqueça o forno a 180º.
Descasque as maçãs, corte-as em fatias finas e regue com sumo de limão
Dobre a massa folhada na diagonal, apenas para marcar o meio e volte a abrir o quadrado por completo.
Com uma faca afiada dê três golpes a meio de uma das metades, para criar aberturas na massa. Sobre a outra metade coloque uma fatia de marmelada de maçã, fatias de maçã (tantas quantas puder e polvilhe com cerca de 1 colher de café de açúcar.
Feche o folhado sobrepondo a parte golpeada sobre o recheio e com os dedos faça pressão sobre as beiras para que sele. Polvilhe com mais um pouco de açúcar e leve ao forno sobre uma folha de papel vegetal até a massa estar dourada.
Sirva morno e para os mais gulosos acompanhe com natas batidas ou uma bola de gelado de nata.

Bebidas:
Refresco de chá de roobois e frutos do bosque (morno ou frio)


Ingredientes:
1,5lt de água
½ laranja cortada em meias luas
½ limão cortado em meias luas
6 morangos limpos e cortados em pequenos pedaços
1 garrafa de água gaseificada
Açúcar a gosto
Preparação:
Pela manhã  faça o chá de Roobois com frutos do bosque. Deixe arrefecer e coe para uma jarra. Acrescente a água gaseificada, adoce a gosto e junte as frutas. Leve ao frigorifico até à hora de servir ou retirando um pouco antes se os convidados preferirem uma bebida menos fresca.

 E, assim, participo em mais uma edição do "Convidei para jantar", iniciativa do blogue "Anasbageri - A Padaria da Ana",  desta vez recebido pela Manuela do "A minha Cozinha é a Cores" sob o tema "Convidei para jantar no meu restaurante de sonho...".
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...