1 de outubro de 2014

Dia 1 na Cozinha com o nosso estimado ... bacalhau



E começamos o mês com um prato de bacalhau. Apesar de não ser um ingrediente nacional, este fiel amigo, oriundo das águas geladas dos mares do norte, ganhou um lugar incontestável de destaque nas nossas mesas e até podemos afirmar que é um dos símbolos da nossa gastronomia, tantos são os pratos que confecionamos com ele (dizem que são 1001 receitas...). 
A receita que trago para este Dia 1 na Cozinha andava perdida nas memórias deste blogue. Uma tarte cujo ingrediente principal é o bacalhau, mas de bacalhau fresco em vez do característico bacalhau seco. Quando a fiz não fiquei plenamente satisfeita com o resultado final (o sabor estava óptimo, a consistência é que não era a que eu tinha pretendido) e acabei por a partir em fatias e congelar. Entretanto, naqueles dias em que as horas nos atraiçoam e acabamos por precisar de algo rápido para colocar na mesa, acabei por a ir buscar ao congelador e a reação do D. foi tão surpreendente, que pensei que era então hora de a publicar aqui e quando foi anunciado o tema deste dia 1, nem hesitei, por isso aqui está ela, uma tarte para os dias de azáfama a ser bem acompanhada por uma sopa ou uma salada. 
 
Tarte de bacalhau com crumble

Ingredientes:
1 base de massa quebrada
1 posta de skrei (bacalhau fresco)
1 cebola
1 alho francês (só a parte branca)
2 dentes de alho
1 cenoura pequena
1/4 de pimento vermelho
100 gr de rúcula
1 folha de louro
1 pão de mistura (do dia anterior)
1/2 molho de salsa (só as folhas)
Azeite q.b.
Sal q.b.



Preparação:
Bimby:
Comece por cozer a posta de skrei em água a ferver temperada com sal. Reserve a água da cozedura. Deixe arrefecer o peixe e limpe-o de peles e espinha.
Forre uma forma de tarte com a massa (mantendo por baixo o papel vegetal) e reserve no frio.
Aqueça o forno a 200º.
No copo da bimby coloque a cebola, 1 dente de alho, o alho francês, o pimento e a cenoura e junte um fio de azeite. Rale 5 segundos/velocidade 5.
Junte a folha de louro, tempere com sal e, de seguida, refogue: 5 minutos/100º/velocidade 1.
Acrescente o bacalhau e a rúcula, um pouco da água de cozedura (a mistura não deve ficar com molho) e programe: 3 minutos/100º/velocidade 1.
Quando terminar deixe arrefecer uns minutos e, de seguida, verta sobre a massa.
Sem limpar o copo, deite o pão partido em pedaços, a salsa, o dente de alho esmagado e 1 a 2 colheres de sopa de azeite. Triture durante alguns segundos na velocidade 5.
Cubra a tarte com este crumble e leve ao forno a assar por 20 a 25 minutos. Se o crumble começar a queimar cubra com papel de alumínio.
Tradicional:
Comece por cozer a posta de skrei em água a ferver temperada com sal. Reserve a água da cozedura. Deixe arrefecer o peixe e limpe-o de peles e espinha.
Forre uma forma de tarte com a massa (mantendo por baixo o papel vegetal) e reserve no frio.
Aqueça o forno a 200º.
Pique a cebola e o alho, corte o alho francês em rodelas finas, o pimento em cubos pequenos e rale a cenoura.
Aqueça um fio de azeite numa sertã e refogue os legumes em lume médio, juntamente com a folha de louro e temperados com um pouco de sal, até amolecerem, mas sem queimar
Acrescente o bacalhau e a rúcula, um pouco da água de cozedura (a mistura não deve ficar com molho), envolva e deixe refogar por mais uns minutos. Deixe arrefecer e, de seguida, verta sobre a massa.
Num processador de alimentos ou robot de cozinha, deite o pão partido em pedaços, a salsa, o dente de alho esmagado e 1 a 2 colheres de sopa de azeite e triture até obter migalhas grossas.
Cubra a tarte com este crumble e leve ao forno a assar por 20 a 25 minutos. Se o crumble começar a queimar cubra com papel de alumínio.

 
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...