9 de outubro de 2014

Tarte de cebola e curgete com coulis de tomate assado

 
 
O chef escolhido para esta quinzena em Quinze dias com  é Paul Hollywood que a Susana descreve assim: "Britânico e filho de um padeiro, trocou a sua formação em escultura pela arte do pão e pelo negócio da família. Rapidamente ganhou reputação pela inovação que trouxe, mesmo aos métodos de fabrico artesanal. Das suas viagens pelo Chipre, Egípto e Jordânia, trouxe técnicas de aldeias remotas, tendo mesmo aprendido a fazer pão nas areias do deserto com os beduínos. Como nem só de pão vive o homem, o nosso convidado é também mestre na arte de cozinhar no forno, acrescentando ao s...eu repertório um conjunto de outras iguarias doces e sagadas que prometem perfumar as nossas cozinhas e encher as nossas almas".
Pouco conhecedora da sua cozinha, lancei-me em buscas pelo maravilhoso mundo da internet e encontrei uma mão cheia de receitas tentadoras, mas a escolhida foi uma tarte salgada deliciosa de cebola e curgete. Embora evite a massa folhada, especialmente nas minhas refeições do dia-a-dia, acabei por seguir a receita e usei os quadrados de massa folhada Pasta do Dia, que tenho sempre no congelador. Fiz uma dose reduzida, mas aqui fica a receita original.
 

 
Ingredientes:
Para a tarte:
250 gr. de massa folhada
1 cebola roxa cortada em fatias finas
500 gr. de curgete, finamente fatiada
Açúcar q.b
1 ovo ligeiramente batido
Azeite q.b.
Sumo de limão q.b.
Parmesão ralado a gosto
Para o Coulis:
600 gr. de tomate, cortado em metades
3 dentes de alho
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
Azeite q.b.
1 colher de chá de açúcar
Sal e pimenta q.b.
1 mão cheia de folhas de manjericão



Preparação:
Comece por fazer o Coulis:
Coloque os tomates, com o corte para cima, numa assadeira, junte os dentes de alho (com a casca) e regue com o vinagre balsâmico e com um fio generoso de azeite. Polvilhe com açúcar e tempere com sal e pimenta. Leve a assar, em forno pré-aquecido a 220º,  por 20 a 30 minutos ou até os tomates estarem macios e sumarentos e ligeiramente tostados no topo (mas não queimados).
Retire do forno e deixe arrefecer. Retire a pele dos dentes de alho e coloque-os, juntamente com os tomates e todos os líquidos que estiverem na assadeira, numa misturadora. Acrescente o manjericão e mais um pouco de azeite e triture. Coe o molho através de um passador para uma tigela, retifique o tempero, tape e guarde no frigorifico até precisar dele.
Entretanto aqueça uma colher de sopa de azeite numa sertã e refogue a cebola até estar macia. Polvilhe com um pouco de açúcar e deixe cozinha mais uns minutos, até o açúcar se dissolver. Reserve.
Branqueie as fatias de curgete, por um minuto ou dois, em água a ferver, coe, seque (pode usar papel de cozinha) e deixe arrefecer (saltei este passo).
Forre um tabuleiro de forno com papel vegetal ou um tapete de silicone.
Estenda a massa folhada num circulo com cerca de 2 mm de espessura e 26 cm de diâmetro (use um prato para guiar o corte). Pique a massa com um garfo e com a ponta da massa marque uma borda com 2cm de largura a toda a volta. Transfira a massa para o tabuleiro e refrigere-a por 30 minutos. 
Espalhe a cebola pela borda da tarte e coloque as fatias de curgete no centro, dispondo-as em círculos ligeiramente sobrepostas. Regue com um pouco de azeite e tempere com sal e pimenta. Pincele as bordas da tarte com o ovo e leve a assar por 20 a 25 minutos, até a massa inchar a apresentar uma cor dourada. Deixe arrefecer.
Antes de servir pincele com mais um pouco de azeite e regue com o sumo de limão. Polvilhe com queijo parmesão ralado no momento e um pouco de pimenta. Sirva com o coulis de tomate à parte e uma salada fresca.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...