27 de agosto de 2017

Um doce "até já"


 
Faz hoje 8 anos que abri este espaço e é a primeira vez que o assinalo aqui, no dia preciso do seu aniversário. É um facto inusitado, porque sou daquelas pessoas que sabe o dias dos aniversários da família e amigos, mas com frequência esquece-se no próprio dia.

Em dia de aniversário, deste oitavo aniversário, imponho-me uma reflexão: este espaço foi criado para memória futura dos sabores que nascem na minha cozinha. Nunca pensei que que fosse crescendo e que com ele acabasse por rumar entre novos sabores, novos ingredientes, novas e velhas formas de alimentação e com ele fosse crescendo o meu carinho pela comida e interesse pelo tema "alimentação" (sim, "alimentação" e não só "gastronomia"). Comecei a fazer pão (agora nem tanto), alterei alguns hábito alimentares, especialmente que no que aos pequenos-almoços diz respeito, comecei a experimentar receitas vegetarianas. Deixe-me levar pelos super-alimentos (que vou deixando aos poucos), passei por entre dezenas de blogues deliciando-me com as suas histórias e receitas. Comecei a partilhar as minhas marmitas, o que determinou um novo rumo no blogue e por causa delas publiquei um livro, o "I Love Marmita" (um dos meus sonhos de menina, daqueles sonhos que deixamos escritos em listas, era precisamente publicar um livro, mas nunca imaginei que fosse um livro de receitas). Participei em tantos desafios (este, este, este, este, este, este e este). Foi com muito carinho que recebi os convidados de uma das edições do "Convidei para Jantar" .

Arrisquei novas técnicas a pensar que iria falhar... Bom, a lista é quase infindável, mas chegou um momento em que comecei a questionar se haveria de manter ou não o blogue. É que o  cansaço da vida atraiçoa-nos, entre afazeres profissionais com cada vez mais responsabilidade, entre o necessitar de partilhar os tempos livres com a família, às tantas este espaço começa a ficar num cantinho mais à parte e a minha determinação em continuar acaba por se transformar numa obrigação, que é precisamente o que não queria conferir a este espaço: que seja uma obrigação, em vez de uma vontade. Por isso este espaço vai continuar, mas ao sabor do vento, sem amarras e obrigações. Vão encontrá-lo muitas vezes em modo de planagem e talvez outras em modo furacão. Tenho a certeza que passarei por aqui para participar em algum desafio ou para vos deixar uma partilha daquelas que nos encheu o estômago e o coração. Até lá podem continuar a ver as marmitas no Instagram e no Facebook, enquanto eu irei continuar a espreitar tantos cantinhos deliciosas dessa blogosfera que muito me inspiraram e em que continuarei a procurar inspiração.

E para não fazer deste post uma despedida, deixo-vos uma receita doce. Uma mousse de chocolate deliciosa e fácil do chef Henrique Sá Pessoa, que dispensa considerações. Vamos lá a meter a colherada:



(Fonte: "Curso de Cozinha", de Henrique Sá Pessoa)
Ingredientes:
200 gr. de chocolate de culinária de boa qualidade
3 ovos (gemas e claras separadas)
100 gr. de açúcar
3 colheres de sopa de créme fraiche (não usei)
2 colheres de sopa de água
1 café expresso frio

Preparação:
Faça uma calda com o açúcar e a água: deite os ingredientes num tachinho, leve a lume médio/forte, mexendo com uma colher de pau só até o açúcar se dissolver. Quando começar a ferver diminua  lume e deixe ferver 3 minutoes. Deixe arrefecer completamente.
Derreta o chocolate em banho-maria. Deixe arrecer um pouco e junte o créme fraiche.
Deite as gemas numa taça e bata com a vara de arames.
Deite o chocolate sobre as gemas, mexendo sempre para que o calor do chocolate não coza as gemas.
Acrescente o café e mexa bem.
Bata as claras em castelo e sem parar de bater adicione a calda de açúcar em fio.
Envolva as claras no choclate, com uma espátula, em movimentos suaves, de baixo para cima, para que as claras não percam volume.
Distribua por tacinhas e leve ao frio até solidificar.

Até Já!
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...