10 de maio de 2017

Paris Brest




O gosto pela cozinha já me fez aventurar por novos sabores e ingredientes, alargando o leque de aromas e sabores com que se faz a minha cozinha. O desafio, claro está, acaba por se impor a quem partilha a mesa comigo e com quem partilho estas descobertas. Umas benvindas, outras nem por isso. Umas instalam-se definitivamente nos nossos hábitos alimentares, outras apenas passam por lá. 
A par destas pequenas conquistas, há também a conquista de experimentar e ir além do que me achava capaz e de cada vez que há um experiência com sucesso é o espanto: afinal até era fácil... Foi assim com uma receita que irei publicar em breve e que fez parte de um desafio (ao qual faltei na altura) lançado pela Ana e foi assim com esta receita do desafio do mês do "Sweet World" promovido pela Lia e pela Susana. A verdade é que se não tivesse superado o primeiro desafio dificilmente me teria lançado neste, por isso quando vi esta massa crescer no forno e sair de lá tão bonita só me perguntei porque é que não a havia feito antes e mesmo que lá em casa já me tivessem pedido para não abusar nas experiências de doces, é certo que é uma receita que se há-de-repetir e sem repetir recheios.
Embora quando esteja a testar uma receita pela primeira vez costume seguir a que me é apresentada à risca, desta vez decidi arriscar um bocadinho e adaptei a receita da Lia e a que tinha aprendido na escola "Segredos & Cozinha"e segui esta receita no que toca aos tempos de cozedura. Passem pelo "Lemon and Vanilla", leiam a história do Paris Brest e deixem-se inspirar pela receita original ou dêem asas à vossa criatividade.



Ingredientes:
Massa:
Ingredientes:
175 ml de água
60 gr. de manteiga
1 pitada de sal
100 gr de farinha de trigo
casca de limão
2 ovos
Recheio:
Gelado de baunilha q.b.
Compota de morango ou de frutos vermelhos q.b.
Morangos q.b.
Para finalizar:
Geleia (ou geleia gelatina)
Amêndoa laminada
Açúcar em pó

Preparação:
Leva-se a água ao lume, juntamente com a manteiga, o sal e a casca de limão.
Deixa-se levantar fervura e acrescenta-se a farinha de uma só vez.
Em lume médio mexe-se até a farinha cozer e a massa começar a despegar das laterais do tacho e começar a formar uma bola.
Retira-se para uma taça e deixa-se arrefecer um pouco.
Com uma batedeira com as pás colocadas misturam-se os ovos, um a um, e bate-se até obter uma massa lisa e brilhante e que despegue das mãos (não foi o caso da minha, mas o resultado final foi feliz).
Transfira para um saco de pasteleiro e deixe repousar durante 30 minutos.
Pré-aqueça o forno a 200º e prepare um tabuleiro forrando com papel vegetal.
Faça círculos de massa com cerca de 5 cm de diâmetro e leve ao forno durante 20 minutos (não abra a porta). Reduza a temperatura para 160º e deixe cozer mais 15 minutos. Finalmente reduza para 140º e deixe no forno com a porta entreaberta por mais 10 minutos.
Desligue o forno e deixe descansar uns minutos antes de os retirar e transferir para uma rede.
Deixe arrefecer completamente antes de os finalizar e rechear:
Corte as argolas de massa a meio.
Torre ligeiramente as amêndoas.
Derreta a geleia com um pouco de água e pincele a parte superior dos paris Brest. Polvilhe com a amêndoa e com o açúcar em pó.
Sobre a parte inferior coloque gelado de baunilha a gosto (com uma colher ou com um saco de pasteleiro, conforme a sua habilidade, mas neste caso o gelado tem que estar suficientemente mole, o que pode comprometer o resultado final), cubra com a compota escolhida e guarneça com fatias de morango. Cubra com a metade do topo e sirva de imediato.
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...