22 de dezembro de 2016

Linguini com brócolos roxos e nozes e talvez o pesto mais feio do mundo




Ultimamente tenho encontrado com frequência estes brócolos roxos. Umas cabeças mais pequeninas que os verdes, cheias de cor que saltam logo aos olhos, assim que chego à banca dos vegetais. ´
A primeira vez que os comprei e cozi, fiquei muito desiludida porque durante a cozedura ficaram verdes e do roxo só ficou a água, entretanto li no "Dicionário de Sabores", a propósito da couve-roxa, que para lhe manter a cor depois de cozinhada era necessário acrescentar algum elemento ácido à água da cozedura e resolvi aplicar o mesmo método a estes brócolos e resultou lindamente, mas se  cozerem uma quantidade mais generosa para guardarem, preparem-se para ver a cor desaparecer gradualmente.
Uma massa de brócolos é sempre uma delicia, polvilhada com nozes e se quiserem um sabor bem mais "vivo" acrescentem-lhe uma colher de pesto dos mesmos brócolos. Porventura o pesto maiss feio que já alguma vez fiz, mas de sabor intenso. Como o brócolo é denso, poderão ter que acrescentar algum liquido para o soltar, sob pena uma pasta e não um molho ou então experimentem primeiro triturar todos os restantes ingredientes e só depois juntar os brócolos esmagando-os com um garfo e acrescentando o azeite que acharem necessário (próxima experiência...)

Ingredientes:
Para a massa:
Linguini Milaneza q.b.
2 cabeças pequenas de brócolos roxos e as suas folhas
1/2 cebola
1 dente de alho
1 punhado de nozes
Azeite q.b.
Água q.b.
Vinagre ou sumo limão
Sal q.b.

Pesto:
100 gr. de brócolos
4 nozes
1 colher de sopa de parmesão ralado
1 dente de alho
1 punhado de folhas de salsa
Azeite q.b.



Preparação:
Coza a massa al dente e coe a água, mas reservando algum liquido da cozedura.
Separe os floretes de brócolos e as folhas.
Coza os floretes a vapor, juntando à água 2 colheres de sopa de vinagre ou de sumo de limão para que não percam a cor, mas não deixe de cozer demais. Reserve.
Corte as couves de brócolo em juliana grossa.
Numa sertã deite um fio de azeite e deixe aquecer, acrescente a cebola cortada em meias luas e o dente de alho finamente laminado.
Quando a cebola começar a amolecer, acrescente as couves, envolva, tempere de sal e salteie. Eu gosto de deixar estalar (fritar) um bocadinho para sentir algum crocante pelo meio.
Acrescente alguma água da cozedura da massa (cerca de uma concha de sopa) para criar molho, deixe levantar fervura, rectifique o tempero e junte, primeiro os floretes de brócolos, deixando alguns para adicionar no prato, e depois a massa cozida.
Envolva os ingredientes e sirva quente, com os restantes brócolos e as nozes grosseiramente picadas.
Se quiser um sabor mais pungente acrescente uma colher de sopa de pesto ainda na sertã, juntamente com a água da cozedura.

Para o pesto:
Misture todos os ingredientes e triture com a varinha mágica, acrescente o azeite necessário para criar um pesto mais solto ou menos, deixando-o com a consistência de quase uma pasta.



Esta receita foi criada para o desafio Youzz Milaneza
Enviar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...